Avaliação transcricional do genoma de Coptotermes gestroi

 

Coptotermes gestroi (Wasman, 1896) é um cupim subterrâneo que pertence a família Rhinotermitidae, subfamília Coptotermitinae e que até 2003 foi identificado no Brasil como Coptotermes havilandi, sua espécie sinonímia. É um inseto social proveniente do sudeste asiático que chegou ao Brasil por meio de navios, em madeiras contaminadas. Atualmente se destaca como uma praga urbana por consumir madeira nas edificações.

 
C. gestroi se alimenta de materiais celulósicos, embora perfure outros
materiais, como borracha, plástico e isopor, em sua busca por alimento. Ele também ataca árvores vivas consumindo o cerne, o que pode provocar a queda dessas árvores logo após uma tempestade.

Fig. 1 - ninho.
Numa colônia de C. gestroi existem diversos indivíduos com funções
diferentes (castas): operários, soldados e reprodutores. Os operários são responsáveis pela alimentação da colônia e pelo cuidado com a cria; os soldados são responsáveis pela defesa da colônia e os reprodutores, o rei e a rainha que permanecem juntos no cupinzeiro e são responsáveis pela reprodução da colônia. A rainha é caracterizada por desenvolver uma hipertrofia abdominal, aumentando o seu tamanho em relação ao rei.
Fig. 2 - operários e rainha de uma colônia de C. gestroi
No período de agosto á dezembro ocorrem as revoadas de reprodutores alados (siriris ou aleluias) que são atraídos pelas lâmpadas nos postes. São machos e fêmeas que irão fundar novas colônias de cupins.
Fig. 3 - grupo de reprodutores alados de C. gestroi.
Como existem poucos dados moleculares na literatura sobre esse inseto, o objetivo deste projeto é traçar um perfil transcricional de C. gestroi procurando identificar genes que promovam um melhor conhecimento dessa praga urbana.
Fig. 4 - Grupo de soldados de C. gestroi responsáveis pela defesa da colônia.

Departamento de Genética e Evolução - Instituto de Biologia - UNICAMP